sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A revolta das taxas de juro



O mecanismo de transmissão das taxas dos bancos centrais às taxas de mercado está seriamente danificado. Os bancos centrais baixaram as taxas de referência e as taxas de mercado - as Libor e Euribor - subiram alargando a sua distância das taxas de referência como se pode ver nos gráficos para a Área do Euro e para os Estados Unidos.
A política monetária não está a funcionar. A política orçamental está teoricamente limitada pelo Pacto de Estabilidade e não tem os melhores instrumentos para combater esta crise.
Começam a surgir as medidas de excepção:
- O membro da Comissão Executiva do BCE Lorenzo Bini Smaghi defendeu em entrevista ao Il Sole 24 Ore a fixação administrativa de uma taxa de juro para o crédito às famílias, uma vez que a Euribor deixou de companhar a taxa do BCE.
As nacionalizações parciais de bancos a que temos assistido começam a parecer naturais face a actuações que se perspectivam de administração de mercados.
A rapidez com que a organização da economia está a mudar...


7 comentários:

Anónimo disse...

Euriborjacking:

Os mercados não funcionam, os 50 maiores bancos europeus fazem umas transacções e sobem as taxas de juro contrariando o ECB e prejudicando as famílias e as empresas.É o cartel a funcionar!
Perante esta realidade, o Orçamento de Estado vai ter que ser utilizado para subsidiar as famílias,de menores rendimentos, repondo a diferença entre o que pagam agora e o que pagavam anteriormente, minimizando o prejuízo.
Entretanto o ECB vai ser obrigado a emprestar a instituições mais pequenas e/ou mesmo institutos de apoio ás PMEs, tipo IAPMEI, as quais cedem ás empresas, a preços baseados na taxa de referência mais spread negociável, utilizando o canal bancário como suporte e pagando uma comissão de serviço.
Isto é, enfrentar o cartel da banca e apoiar quem precisa, famílias e PMEs.

Anónimo disse...

Estimada Helena Garrido, São 09:54 em Lisboa. Sou eu que lhe escreve , o Dante, lembra-se? Pois eu volto para a minha Divina Comédia. Passei todos os círculos e cheguei ao 9º. Como é sabe, é lá a morada dos que pagaram com traições os benefícios recebidos. Lá encontrei os banqueiros de rapina e os especuladores sem escrúpulos. Vou tentar chegar ao Paraíso, mas estou convencido que não passarei do Purgatório... Ainda lhe digo que o optimismo inculcado há uma semana, não foi útil. Eram necessários sim, um realismo e uma informação completa, simples e acessíveis à população portuguesa. Não palavras vagas de T. dos Santos ou a arrogância de Sócrates. A situação era pior e está pior do que se esperava. Cai o Pano. Reescreverei a Divina Comédia. Creia-me atento e apresento-lhe os meus respeitos Dante Alighieri.

Anónimo disse...

O socialismo do Chávez vai parecer uma brincadeira de crianças.
Os acontecimentos podem, a prazo, abrir todas as perspectivas.


PS: Entretanto, não se esqueçam que o petróleo está de novo barato e que continuamos a ser tratados como imbecís.

Acordem e reajam!!!

Anónimo disse...

Se as taxas de juro dos empréstimos à habitação fossem indexadas à taxa do BCE, e não à Euribor, das duas uma:

1) Ou o BCE se tornava o único banco a emprestar dinheiro aos bancos comerciais, ou

2) Deixava de haver empréstimos à habitação, uma vez que nenhum banco comercial aceitaria emprestar aos seus clientes a um juro X mas pagar aos seus credores um juro X+Y.

Não nos esqueçamos que o dinheiro que a banca portuguesa empresta aos seus clientes portugueses é dinheiro que ela pede emprestado a bancos estrangeiros!

Luís Lavoura

jc disse...

E o que dizer a isto :

http://www.elpais.com/articulo/economia/colapsa/reloj/marca/deuda/EE/UU/elpepueco/20081010elpepueco_9/Tes

jc disse...

Rectifico, endereço completo:

http://www.elpais.com/articulo/economia/colapsa/reloj/marca/deuda/EE/UU/elpepueco/20081010elpepueco_9/Tes

Anónimo disse...

Petróleo perde mais de 11% em Londres e negoceia nos 73 dólares.

Como a m... do mercado não funciona, o governo tém que regular o preço dos combustíveis.

Se não fizer nada, pode ser que a prazo a coisa descambe, o povão estúpido perca a paciência e se NACIONALIZE essa malta toda.

O governo que se ponha fino.
A coisa pode azedar por muito pouco....