quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Uma inflação assustadora

Notícias da crise

Mais um dia entre o preocupante e o actuante:

Preocupante: A rápida queda da taxa de inflação.
Prefiro dizer que a média de preços do cabaz dos que avalia a evolução dos preços vai registar em breve uma queda. Em Portugal é certo, em alguns países da União também.

Não é deflação. Ainda.
Mas há neste momento uma perigosa mistura que pode conduzir grandes economias como a Alemanha e os Estados Unidos para um processo deflacionista.
1. O abrandamento da economia...
2. ...reduz a inflação e no limite pode provocar queda de preços
3. ...que por sua vez aperta as margens das empresas e a produção
3. ... que por sua vez conduz a despedimentos,
4. ...que por sua vez provoca novas reduções do consumo
5. ... que por sua vez provoca novos abrandamento da economia,
6. ... que por sua vez leva a nova redução dos preços e a adiamento de consumos de quem tem dinheiro....
7. ....E regressamos a 3.

É a espiral deflacionista clássica

Agora junte-se ao Abrandamento da economia de 1. A instabilidade financeira geradora de incerteza e medo do futuro - quem não tem dinheiro - está desempregado não consome pelas razões óbvias e quem tem dinheiro não consome não só porque espera que os preços baixem mais mas também porque poupa mais que o habitual por medo do futuro.

Animador (mais ou menos) - A descida das taxas de juro
Depois da asneira que fez em meados do ano passado, o BCE está finalmente a perceber os riscos que enfrenta.

9 comentários:

Anónimo disse...

O que é assustador neste momento, principalmente para quem tém dinheiro, é a situação do sistema financeiro.Esse é o abismo imediato que espreita de novo.Estará de regresso o "Outubro negro"? O resto,é um clássico de uma recessão longa e profunda (depressão).
A questão aterradora é: vai o sistema financeiro aguentar o que aí vém???
Neste momento, o resto são amendoins.

Anónimo disse...

"Barclays shares in new collapse as bank crisis enters second phase."

http://www.guardian.co.uk/business/2009/jan/16/barclays-bank-shares-in-new-collapse


ASSUSTADOR!!!

Anónimo disse...

"US banks reveal further heavy losses."

http://www.guardian.co.uk/business/2009/jan/16/more-losses-us-banks


Assustador!!!

Anónimo disse...

"El Gobierno prevé que el paro se dispare hasta el 15,9% en 2009."

http://www.elmundo.es/mundodinero/2009/01/16/economia/1232111532.html

Quanto?????????????

Anónimo disse...

> > Depois de mais um reunião da CE, alguns
> > Ministros resolvem passar pelo Louvre para
> > "aliviar" o stress e param meditativos perante um
> > excelente quadro de Adão e Eva no Paraíso.
> >
> > Desabafa Angela Merkel:
> > - Olhem que perfeição de corpos: ela
> > esbelta e esguia, ele com este corpo atlético, os músculos
> > perfilados... São necessariamente estereotipos alemães.
> >
> > Imediatamente Sarkosy reagiu:
> > - Não acredito. É evidente o erotismo que
> > se depreende de ambas as figuras... ela tão feminina... ele
> > tão masculino... sabem que em breve chegará a
> > tentação... Só poderiam ser franceses.
> >
> > Movendo negativamente a cabeça, o Gordon
> > Brown arrisca:
> > - Of course not! Notem... a serenidade dos
> > seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto...
> > Só podem ser Ingleses.
> >
> > Depois de alguns segundos mais de
> > contemplação, Sócrates exclama:
> > - NÃO CONCORDO. Reparem bem: não têm
> > roupa, não têm sapatos, não têm casa, só têm uma
> > maçã para comer... não protestam e ainda pensam que
> > estão no Paraíso... Não tenham a menor dúvida, são
> > portugueses!
>

Anónimo disse...

"Shares in Royal Bank of Scotland collapsed almost 70pc"


http://www.telegraph.co.uk/finance/newsbysector/banksandfinance/4291223/RBS-shares-crash-67pc-as-bank-leads-fall-in-battered-UK-banks.html

Anónimo disse...

"The share price of Allied Irish Banks crashed 72pc and Bank of Ireland plunged 48pc in midday trading"

http://www.telegraph.co.uk/finance/newsbysector/banksandfinance/4290696/Irish-bank-shares-plunge-to-lowest-since-1993-on-nationalisation-fears.html

Anónimo disse...

Prezada Helena: o seu silêncio no blogue é deveras assustador.
Ler o Jornal de Negócios de hoje é igualmente de pôr os cabelos em pé.
Basta ler o "Telegraph",para se perceber que o "Outubro Negro" voltou.
Estamos a dois passos de uma rotura sistémica.
Este silêncio que paira por todo o lado é sintomático e aterrador.

Pedro Simões disse...

Tinha que abrandar. Crescimento permanente e contínuo é utópico...

Reduza-se a produção. Facto automático e imediato, mesmo sem intervenção estatal, a qual poderia ajudar numa redução equilibrada pelos agentes económicos, se a "mão visível" fosse eficaz. Não sendo, que deixe o mercado trabalhar. Benvindo sejas Charles Darwin ao contexto económico do século XXI...

Nunca na história sócio-económica da "sociedade ocidental" existiu tanto consumo, acessos, conforto, despesismo, etc... como nos dias de hoje. Por parte da generalidade da população. Sem a menor dúvida que "O Mundo é Plano" nos dias de hoje e será cada vez mais.

Esta crise vem bem na hora. Como qualquer outra que sempre surge em períodos de excessos. E da tempestade sempre vem a bonança. E muita coisa boa, certamente.