segunda-feira, 18 de maio de 2009

O desemprego manipulado

Há anos que quem busca o rigor confia apenas nas Estatísticas do Emprego divulgadas pelo INE e não pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Há anos que o número de desempregados divulgado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional é alvo de suspeitas de manipulação.

A primeira vez que se noticiou essa manipulação foi na crise de 1993, era Cavaco Silva primeiro-ministro. O Ministério do Emprego era na altura liderado por Falcão e Cunha e a então limpeza de ficheiros foi dada pelo Público, assinada por João Ramos de Almeida.

Em todas as crises, os governos caíram na tentação de melhorar os números, indiferentes à realidade. O importante é a imagem, mais um elemento a contribuir para justificar a falta de confiança na classe política.

Este Governo caiu obviamente na mesma tentação. A notícia é do DN. A responsabilidade é obviamente do ministro Vieira da Silva.

As estatísticas do Emprego do INE têm obviamente limitações. Mas conhecemos as regras - definidas pela Organização Internacional do Trabalho - e sabemos que as estatísticas são supervisionadas pelo Eurostat. O que não impede obviamente que possam existir suspeitas de manipulação, avisadas aliás pelo Presidente da República.

10 comentários:

Jeronimo disse...

E as explicações do Ministro não a convencem ? Mas é ou não verdade o que ele afirma ? Que os números que foram enviados à comunicação social seriam os corrigidos ? E que os errados teriam durado apenas dois dias e foram corrigidos antes de serem divulgados ? Isto é confirmável pela Comunicação Social, ou não ? E se assim é, faz sentido falar de manipulação ? Por dois dias ?

Jeronimo disse...

retirado co CM:
(...)Os números foram repostos antes da divulgação pública, mas foram anuladas 5376 pessoas nas listas, uma vez que já tinham declaração de contribuições para a Segurança Social, justificou Madelino.

Anónimo disse...

Estamos perante um país sério.Precisamos de uma revolução em diversas áreas.
Essa revolução não será oferecida a ninguém ( não há revoluções grátis ).
Por agora todos continuamos à espera de milagres grátis.
A nossa sorte é que isto vai azedar até doer e os acomodados, à custa de tal sufoco, vão finalmente sair do pantano para tentar respirar.
Se a coisa não melhorar, pode ser que até piore...
Vamos ser optimistas.

Anónimo disse...

Toda a nossa imprensa está como o país: bafienta..

Não sei o que será pior: um grande estouro, ou esta morte lenta...

(c) maioria silenciosa: P.A.S. disse...

PRESTIDIGITAÇÃO DOS NÚMEROS OU O CIRCO DO EMPREGO/DESEMPREGO
Especialistas em manipulação de números, ou apenas acomodadores de consciências?
O problema dos números do IEFP não é novo!
Já quando ajustava e auditava neste Instituto, um dos motivos que me auto apontou a porta da rua, era a movimentação subtil e o segredo à volta dos números do suply and demand de empregos.
Afinal, a má estatística do IEFP esconde o seu segredo de não ser verdadeiramente estatística, mas um verdadeiro número do circo mediato no poder!

Anónimo disse...

Eu prefiro os grandes estouros... Venha o cavalo branco, com um qualquer"Gomes da Costa", de Braga... Este regime começpou por um grande engano, passou a um bluff monumental com a ajuda da Europa. Agora , que já acordámos, abrimos os olhos e reparámos que nos assaltaram a casa. Os nossos guardas-os nossos guardiões -eram e são medíocres. Os nossos cofres, de dinheiro, de valores éticos, a família, a escola tudo foi levado pelos perspicazes assaltantes. Eles até sabiam o segredo do cofre. Recomeços ,pois a vida. Amanhã.

Anónimo disse...

"Tenho a conciência tranquila"

O próprio Hitler, convicto das suas razões e das suas causas, também não a teria???

A conciência, hoje em dia, é tipo pastilha elástica...

Anónimo disse...

Valha-me Deus.

Afinal era: "Tenho a consciência tranquila".

As minhas desculpas...

Anónimo disse...

"Guilherme Aguiar é candidato a Matosinhos"

Afinal o país pode ter esperança.
Depois do Major, da Fatinha e do Tino, um vulto regenerador se avizinha.

Bem-vindo sejas salvador dos ignorantes.

Vamos ter sofisticação intelectual e um pouco de futebol.

Deus existe...

Anónimo disse...

Que choldra...