sábado, 30 de janeiro de 2010

Nesta história dos 'ratings' e riscos...

... a Alemanha é, com frequência, o país que tem dificuldade em colocar a sua dívida.

E mais algumas observações:
  • A Fitch não teve o comportamento reservado que em regra as agências de 'rating' têm - reservadas nas suas avaliações. Dizer que aumentou o risco de aumentar o risco com base na surpresa do défice de 2009 é andar atrás da realidade e não à frente. E, obviamente, o ministro das Finanças tem razão quando diz que a Fitch, ao pronunciar-se logo na manhão de quarta-feira - quando o Orçamento tinha sido entregue às 10:30 da noite no Parlamento - é pouco favorável à credibilidade da agência. Mais sensata foi - como sempre, aliás - a Standard & Poor's.
  • Não vale a pena criticar as agências de 'rating'. Equivale a queixar-nos da chuva, do frio, do vento ou do calor.
  • O sistema funciona assim - quem investe apoia-se nas opiniões das agências de avaliação de risco e dos bancos de investimento.
  • O sistema funciona assim porque assim foi desenhado nos últimos anos - entregaram-se ao sector privado funções que pertenciam aos Estados - directamente ou através de organizações por les controladas como o FMI.
  • O novo quadro que se está a desenhar para a supervisão da banca reforça esse modelo de entrega de funções a auditores privados - retirando mais funções aos supervisores públicos.
Não se pode ter tudo.

2 comentários:

MFerrer disse...

Convido-a a divulgar e a assinar este manifesto:
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1319

Joaquim Ferreira disse...

UMA TEMÁTICA À PARTE... OU NEM POR ISSO...
Agora Sim...! Com as devidas Hiperligações...
Perdoem-me mas não a posso deixar passar despercebida.
Trata-se de uma mensagem dirigida a todos os portugueses interessados em mais justiça, mais transparência, mais exigência na dedicação e empenho na por parte dos Políticos Portugueses na construção de um país mais justo.
Numa época em que cada vez mais se fala na necessidade de avaliação de todos, o exemplo deve começar por cima, isto é, pelos próprios políticos, únicos "empregados" que devem servir o Povo Português, mas que decidem o seu próprio salário.
Vamos nós determinar quanto podem receber. Eles são nossos funcionários... E foram candidatos porque quiseram...
Por isso, está online uma petição que valerá a pena... Basta que os portugueses queiram que seja uma realidade... Não há mais lugar para ataque aos vencimentos dos políticos se esta petição morrer pelo caminho. Chegou a HORA DA VERDADE... Vamos colocar os políticos AO SERVIÇO DO PAÍS e não a SERVIREM-SE DO PAÍS.! Leiam... Petição Por Políticos Mais Responsáveis.
Se é contribuinte neste país e sente-se "assaltado" ou simplesmente "escandalizado" com o que se paga como salário e ajudas aos políticos? Vamos colocar uma ordem nisto... Que os que servem o povo sejam reconhecidos pelo que fazem... avaliados e como tal, merecedores do que recebem... Está uma petição on-line disponível.
Aqui fica o link da Ler a Petição . Por favor, leia a petição até ao fim... Cremos que vale a pena! Para assinar, existe um botão que abre a janela ou então, volte aqui e escolha Assinar a Petição “Por Políticos Mais Responsáveis”..
Este é um assunto diferente do tratado. Mas creio que merece ser divulgado... Perdoem-me este pequeno abuso...
Não Calarei A Minha Voz... Até Que O Teclado Se Rompa !